Sunday, July 19, 2009

o teu dia

porque ainda é o teu dia
ouvi hoje numa mesa cheia de amor a história desse dezanove de julho em que pediam licença aos camaradas porque já tardavas e o mundo te queria.

porque ainda é o teu dia
vi-te e amei-te mais porque estavas dentro dos risos, dos pratos de mão em mão, do carinho, das borras de café, do bolo de ananás, do palácio à distância, das fotografias coloniais e nos vestidos dos anos sessenta, dos amores que começam em meses, duram vidas e mudam o coração boémio de um homem.

porque ainda é o teu dia
lembro o cuidado com que manuseias a tua memorabilia do ryden, em segundos em que mais nada importa, de respiração suspensa, dedos cautelosos e sorriso de miúdo na mais bonita das partilhas.


porque ainda é o teu dia
e humilde, detestas a atenção que sobre ti recai, e te põe ainda mais bonito e inocente, e faz-me ver à distância o consenso que é gostar de ti, o quanto por todos és querido, sendo que as escadas são minhas e só minhas.

porque ainda é o teu dia
beijo-te e volto a beijar-te agora contigo em número par com o desejo de mais dias teus para te ver em tanto amor, beijo-te no fim do teu dia com a certeza de que os beijos ainda podem matar. obrigada pelo teu dia.



2 comments:

Z. said...

... e porque hoje já não é o meu dia, agradeço-te as palavras, os gestos, o carinho, o amor que me ofereces a cada dia teu.
É na partilha do meu dia contigo que encontro o beijo de amanhã, que sinto o arrepio do passado recente, que anseio sem pressas pelo amor seguro de um futuro dia qualquer.
Amo-te.hoje.amanhã.depois.

Jorge Sampaio said...

esta música...